Pesquisar

a-azinhaga

Aprender pela Arte e Ofício

Para breve, oficinas na azinhaga…

A azinhaga esteve em obras.

A chuva e o frio convidam-nos a ficar,  mas não por muito tempo.

Começa agora a aquecer. A Primavera não tarda.

Revela-se todos os dias a transformação da azinhaga, nos aromas que sentimos. Nas cores que olhamos. Nos legumes que colhemos…

Temos saudades das oficinas e em breve daremos noticias.

Saudações, A azinhaga.

 

 

Anúncios

DE VOLTA, COM NOVIDADES..

A azinhaga está de volta, depois do descanso do Verão.

A quinta ganhou outra cor. Muda com as estações. A terra precisou do pousio que lhe traz o vigor para as colheitas em dias de chuva.

E como estamos ansiosos para começar o ano das mil artes e ofícios..!

A agenda começa a ganhar o peso da curiosidade.

A querida Inês Pargana (www.bellysketcher.com), abre a agenda com as aulas semanais na azinhaga, com um programa com pulga atrás da orelha..!

As aulas começam em Outubro, e no dia 26 de Setembro oferecemos uma aula experimental, para aguçar as mentes curiosas.

ARTES PLÁSTICAS

45 min – 1 x semana

segunda 17.30 – 18.15

faixa etária – 5 aos 10 anos

35 euros por mês – inclui materiais 

Nº máximo de participantes: 10

ARTE NA NATUREZA. NATUREZA NA ARTE.

E se aproveitássemos a chuva que cai lá fora para dar o acabamento final à nossa pintura? Se usássemos o sol e a sombra para fazer um decalque? Cozinhássemos pétalas de flores para fazer tinta e ervas para fazer os pincéis?

A Natureza é a nossa inspiração. Fazemos parte dela e ela faz parte de nós. Limitamo-nos a usá-la para criar algo novo, surpreendente, belo e artístico.

Nestas aulas vamos aprender a olhar para o que nos rodeia e usar a nossa imaginação para transformar em Arte a nossa envolvente. Vamos abrir os horizontes, viajar  e mostrar às crianças o sentido da nossa vida : a criação com respeito ao que somos e de onde vimos.

Orientadora: Inês Pargana

 

Para inscrições e informações:

azinhaga.chanoca@gmail.com

A-azinhaga

Tlm. 934643552

 

 

 

 

da-azinhaga

Algumas pessoas gostam de pintar. Outras, gostam de ficar com os dedos sujos de ter lido o jornal. Outras pessoas gostam de ler Whitmann ou ouvir ópera. Algumas pessoas gostam de sentir o peso do corpo a cada passo. Eu, ando pela mão das estações. Gosto de colher o que em cada uma se cultiva. Gosto das pessoas. E do que revelam. Do que engenham. Gosto da arte que me enobrece o espírito. Do ofício que acorda os sentidos.


A minha avó Alice cultivou em mim o gosto pela pintura e provavelmente, também dela veio o gosto pelo piano. Do meu avô António, o gosto pela literatura. Da leitura e da escrita. A avó Conceição levou-me pelo pinhal e pela mão. Fazíamos colares de pinhões e flores. O avô Manuel, sentava-se no muro que ladeia a praia da Trafaria e chamava-me, desafiando para os jogos de mãos. Do meu pai, vem a ligação à terra, à natureza e família. Da minha mãe, veio o mundo atrás. Todo o mundo, cheio de mundo.


Vivo dentro da imagem que gerei. Era uma vez e assim será.


Para os meus filhos, crescerem também com o mundo.

O hortelão mais novo da azinhaga…

DSC_0320DSC_0340DSC_0343DSC_0349

Em dias de Origami…aqui, na azinhaga.

 

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑