O Joaquim Semeano trouxe uma mala cheia de personagens, cenários e situações.

As crianças lançaram os dados e contaram histórias.  

Construíram um tabuleiro de palavras e imagens que levaram para casa para jogar em família.

E aprenderam que é fácil deixarmo-nos levar pela imaginação.

Apenas temos de dizer em voz alta o que pensamos.

“Não existem histórias ridículas”,  disse-nos o Joaquim, pois que o exercício da criatividade é o vínculo entre a criança e o mundo da fantasia.

Não os deixemos perder esse mundo..!

Cá por casa, já se escrevem livros!

Obrigada Joaquim.

Anúncios